clique para ir para a página principal

Compass Gás e Energia conclui aquisição e se torna controladora da Sulgás

Atualizado em -

Compass Gás e Energia conclui aquisição e se torna controladora da Sulgás Itamar Aguiar | Palácio Piratini
► Petrobras anuncia alta de 23,6% nos investimentos para os próximos 5 anos, total de US$ 68 bilhões► Rio: Justiça derruba mais uma vez reajuste no preço do gás natural

A Compass Gás e Energia, controlada da Cosan (CSAN3), informou ter concluído a aquisição de 51% do capital social da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás).

Em outubro, a empresa foi vencedora do leilão de privatização com o lance de R$ 927 milhões. O plano de investimentos para a companhia é de cerca de R$ 300 milhões nos próximos cinco anos, com possibilidade de ampliação a partir de novas soluções para o suprimento de gás.

“A companhia tem a expectativa de ampliar o acesso aos benefícios do gás natural canalizado, contribuindo com a segurança energética necessária para o crescimento econômico da região”, afirmou a Compass em um comunicado.

Sulgás e Compass

A Sulgás iniciou a comercialização de gás natural em 2000, com a conclusão do gasoduto Bolívia-Brasil, e desde sua criação, em 1993, atua como uma sociedade de economia mista.

Atualmente, a empresa conta com uma rede de distribuição de aproximadamente 1,4 mil quilômetros, atendendo mais de 68 mil clientes em 42 municípios, com uma média de 2 milhões de metros cúbicos de gás natural distribuídos por dia. A empresa opera os serviços de gás canalizado em modelo de concessão, com vigência até agosto de 2044.

Já a Compass Gás & Energia foi fundada pelo Grupo Cosan em 2020. O grupo é responsável pela gestão da Comgás, de São Paulo, a maior distribuidora de gás encanado do país. Além da distribuição, a atuação da nova empresa está focada em outro três segmentos: infraestrutura e originação de gás natural, aumentando o acesso à oferta de gás do pré-sal e conectando a Baixada Santista e o Estado de São Paulo ao mercado global de gás; comercialização de gás; e geração térmica a gás, transformando gás em eletricidade.

Relacionados:

► Petrobras anuncia alta de 23,6% nos investimentos para os próximos 5 anos, total de US$ 68 bilhões► Rio: Justiça derruba mais uma vez reajuste no preço do gás natural

Leia mais: