clique para ir para a página principal

Itaú anuncia compra de corretora Ideal por R$ 650 milhões

Atualizado em -

Itaú anuncia compra de corretora Ideal por R$ 650 milhões Exame
► Presidente da Itaúsa diz que holding pode anunciar investimentos em setores diversificados► Itaúsa tem lucro de R$ 3,5 bi no 2T21 e anuncia pagamento de JCP► BR Partners planeja follow on para captar R$ 5 milhões

A O Itaú Unibanco Holding S.A (ITUB4) anunciou o acordo de compra e venda da corretora Ideal Holding Financeira S.A. e suas subsidiárias nesta quarta-feira (12). O acordo prevê aquisição de até 100% do capital social da Ideal e será efetivado em duas etapas ao longo de 5 anos.

Inicialmente, o Itaú adquiriu 50,1% da empresa através de um aporte primário e da aquisição secundária de ações, passando a ter controle da companhia, em uma operação de aproximadamente R$ 650 milhões. Passado o período de 4 anos, poderá exercer o direito de compra sobre o restante do capital social da Ideal.

Em comunicado, foi informado que a condução e gestão de negócios da empresa continuarão de forma autônoma ao banco, com a permanecia do CEO e demais sócios a frente da instituição. Assim, a Ideal continuará atendendo seus clientes e a companhia não terá uma exclusividade de serviços com o Itaú.

A transação promete modernizar ainda mais o Itaú, aumentando o leque de produtos financeiros em modelo B2B2C por meio da plataforma white label oferecidos aos clientes.

A aquisição é vista como um aceleramento do Itaú Unibanco na entrada dos mercados de agentes autônomos de investimentos.

A Ideal é uma corretora 100% digital fundada em 2019. Atualmente, oferece soluções de trading eletrônico e DMA (direct market access), dentro de uma plataforma flexível e cloud-based. Uma das líderes em volume de negociação na B3, encerrou 2020 como a segunda corretora na bolsa de mercados futuros e fica atrás somente da UBS e XP no mercado à vista.

Relacionados:

► Presidente da Itaúsa diz que holding pode anunciar investimentos em setores diversificados► Itaúsa tem lucro de R$ 3,5 bi no 2T21 e anuncia pagamento de JCP► BR Partners planeja follow on para captar R$ 5 milhões

Leia mais: